Ano do centenário

Várias ações foram promovidas em 2018 para celebrar os 100 anos da Votorantim. Como o centenário coincidiu com um ano de eleições gerais no Brasil, a Votorantim decidiu reforçar seu papel de empresa cidadã e apoiou o voto consciente, por meio da plataforma “Guia do Voto”, que inclui um livro sobre o processo eleitoral e as funções de cada cargo eletivo, e ainda um site e aplicativo para fomentar, de forma ideologicamente neutra e apartidária, a reflexão e a consciência dos eleitores no processo de escolha dos candidatos. Clique aqui e saiba mais.

Na área de educação, o Programa Parceria Votorantim pela Educação (PVE), iniciativa realizada em conjunto com prefeituras, foi ampliada para mais de 100 municípios, com foco na melhoria da qualidade do ensino público e no aumento das notas das cidades nos rankings oficiais de educação do País. Clique aqui e saiba mais.

O centenário incluiu ainda coquetel realizado na Arca, um galpão histórico na Vila Leopoldina, em São Paulo, onde funcionou a Metalúrgica Atlas, da Votorantim, que foi restaurado e transformado em espaço para eventos. Para o coquetel do centenário, foi montada no local uma miniexposição com fotos, objetos, equipamentos e vídeos que mostravam a história da Votorantim e a ressignificação que a companhia está promovendo naquele bairro. Clique aqui e saiba mais.

Em outro evento comemorativo, empregados de todas as empresas do portfólio, no Brasil e no exterior, celebraram simultaneamente o centenário com um bolo simbólico. A receita do “Bolo Votorantim” foi criada no fim da década de 1930 e fazia parte de um livro publicado pela companhia, com receitas que utilizavam como ingrediente o óleo de cozinha Primus, que era produzido pela Votorantim a partir das sementes do algodão usado na tecelagem que a companhia possuía à época.

Para divulgar as iniciativas realizadas no ano do centenário, foi veiculada na mídia uma campanha institucional. Valendo-se do fato de a companhia ter a palavra “voto” no nome, a campanha divulgou seus compromissos por meio das expressões “Eu voto na natureza”, “Eu voto na educação”, “Eu voto nas pessoas”, “Eu voto na cidadania”. A campanha ressaltou ainda o compromisso com o futuro, com o conceito de “quem ama seu país ajuda a construí-lo”.