Compromisso Social

Ao longo de suas histórias, as empresas investidas da Votorantim sempre atuaram de forma a manter um relacionamento respeitoso com as comunidades que são impactadas por suas operações. Ao ingressarem em qualquer território, as empresas mobilizam profissionais que mapeiam as características, necessidades e potenciais das localidades e identificam os impactos causados pelas operações, de forma a elaborar planos de ação que apoiem o desenvolvimento sustentável e a melhoria da qualidade de vida.

A Votorantim tem o papel de influenciar as empresas investidas para que mantenham compromisso com a criação de oportunidades e com o desenvolvimento local. O Instituto Votorantim apoia as empresas no desenho e implementação de suas estratégias sociais com visão direcionada para cada negócio.

Instituto Votorantim

Em 2018, cerca de 200 ações sociais foram implementadas pelo Instituto Votorantim em 160 municípios no Brasil, no Peru, na Argentina e na Colômbia. Essas ações são definidas de acordo com as necessidades de cada empresa investida ao mesmo tempo que proporcionam ganhos de escala. Dessa forma, são privilegiados projetos nos segmentos de educação e geração de trabalho e renda, sob o conceito de inclusão produtiva, que se traduz em cidadania.

Nesse sentido estão estruturados os programas Parceria Votorantim pela Educação (PVE), ReDes e Apoio à Gestão Pública (AGP), cujas ações respondem por cerca de 80% do trabalho do Instituto. Há ainda outras iniciativas em andamento, como Voluntariado Corporativo, Programa de Qualificação de Organizações, Programa de Apoio de Garantia dos Direitos de Crianças e Adolescentes e o Programa de Fóruns Comunitários.

Educação e geração de renda são temas privilegiados pelo Instituto Votorantim nas ações com as comunidades, em linha com a estratégia de desenvolvimento territorial.

Etapas de gestão da Atuação Social

Priorização de localidades: Com base no levantamento da estratégia do negócio, dos impactos da empresa e da criticidade social dos municípios de operação, são definidas as localidades onde o trabalho será concentrado.

Caracterização de localidades: Inclui análise aprofundada do contexto local e do negócio para identificar desafios e oportunidades no campo social.

Agenda social: Definição dos focos de atuação com base no resultado da caracterização. O planejamento social, por sua vez, se dá a partir de visão de médio e longo prazos, com definição dos objetivos e resultados esperados e os caminhos a serem percorridos.

Planos de investimento: Inclui os programas e projetos que darão suporte ao alcance dos objetivos estabelecidos no planejamento e detalha o orçamento e o cronograma de execução das iniciativas. Para as localidades e os públicos beneficiados, é a fase mais visível do trabalho.

Gestão do portfólio: Ocorre o monitoramento das iniciativas em execução para assegurar os avanços pretendidos e a assertividade dos investimentos, assim como a identificação de novos riscos e oportunidades e, se necessária, a promoção de ajustes.

Parceria Votorantim pela educação (PVE)

Tendo sido criado há uma década, o PVE foi fortalecido no ano do centenário, quando suas atividades se estenderam para 104 municípios do País, mais que o dobro dos 51 participantes no ano anterior. Dedicada ao aperfeiçoamento das gestões educacional e escolar, a iniciativa promove a articulação de gestores, famílias, empregados das empresas investidas e demais segmentos da sociedade capazes de contribuir para impulsionar a qualidade da educação.

Além disso, ao considerar as diferentes realidades regionais e entender que cada experiência gera valor na construção de uma rede educacional de qualidade, o PVE contribui para transformar práticas individuais e estruturar redes sociais que atuam em prol da educação.

Em 2018, sob o tema “Gestão com foco na aprendizagem”, a iniciativa enfatizou o apoio aos gestores na análise de resultados e na qualificação das rotinas de acompanhamento e formação, de forma que os alunos aprendam mais, melhor e no tempo adequado. No início de 2019, o nome do Programa foi alterado para Parceria pela Valorização da Educação.

PVE em números

104 municípios


Mais de mil escolas


360 mil alunos impactados direta e indiretamente


Mais de 2 mil gestores das secretarias municipais capacitados


Mais de 770 diretores e coordenadores das escolas engajados

Programa ReDes

Em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o ReDes foi criado em 2010 e também conta com a participação do Fundo Multilateral de Investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (Fumin – BID).

O BNDES aporta os mesmos valores aplicados pelas empresas investidas na proporção 1:1 para projetos coletivos de geração de renda. Um exemplo é o da Associação Nossa Senhora da Conceição, de Sobral (CE), cujos associados coletam coco de babaçu e utilizam sua castanha para a produção de óleo, sendo o resíduo utilizado como biomassa processada nos fornos da Votorantim Cimentos. A ação gera renda para a comunidade local graças à comercialização do óleo e do resíduo e contribui para reduzir as emissões e os custos com o coque de petróleo, principal combustível utilizado no processo de produção de cimento.

ReDes em números

R$ 2,3 milhões investidos diretamente em projetos


33 negócios inclusivos apoiados


22 municípios atendidos em 12 estados e Distrito Federal


Setores: agricultura, pesca, psicultura, produção de leite, plantio de flores, artesanato, panificação, confecção de bijuterias e oficinas de costura

Apoio à Gestão Pública (AGP)

Por conta de sua abrangência nacional, as empresas investidas da Votorantim operam em muitas áreas remotas e em municípios nem sempre plenamente equipados. Especialmente nesses territórios, o AGP oferece suporte técnico às prefeituras, em especial de municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e população inferior a 50 mil habitantes, para que qualifiquem seus processos e ferramentas de gestão e instrumentos e diretrizes de planejamento urbano. Também em parceria com o BNDES, a iniciativa beneficiou, no ano, 25 projetos em duas frentes: modernização da gestão e ordenamento territorial, fortalecendo o papel do poder público municipal como agente do desenvolvimento local.

AGP em números

R$ 2,7 milhões investidos


25 projetos apoiados


16 municípios atendidos em nove estados

Guia do Voto

A ação, de incentivo ao voto consciente por meio da reflexão sobre política e ética e a importância da participação de todos para a construção do futuro do País envolveu a confecção de um livro (“Guia do Voto” escrito pelo cientista político Humberto Dantas) sobre o sistema eleitoral e a função de cada cargo eletivo, com esclarecimentos das dúvidas mais comuns do eleitor. O conteúdo, adaptado, também foi disponibilizado para download na forma de e-book e em aplicativo, com testes de conhecimento sobre as eleições e exercícios para os usuários opinarem em relação aos temas debatidos pelo Congresso, de forma a identificarem os partidos que votam de acordo com suas convicções. Guia do Voto

Guia do Voto em números

Potencial de alcance de 17 milhões de pessoas


1,5 mil exemplares do livro


184 mil downloads do app


7 mil comentários nas redes sociais

Via Solidária

A campanha Via Solidária, que incentiva os empregados da Votorantim e das empresas investidas a doarem recursos a projetos relacionados à garantia de direitos de crianças e adolescentes, alcançou R$ 651 mil em 2018, valor oito vezes superior ao arrecadado em 2017. As contribuições, que podem ser feitas por boleto bancário ou por meio de desconto em folha de pagamento, inclusive em parcelas, podem ser abatidas do Imposto de Renda pelos doadores que adotam a declaração completa.

Os projetos beneficiados, indicados e aprovados pelos Conselhos Municipais ou Estaduais da Criança e do Adolescente, são apoiados pelas empresas investidas com direcionamento de recursos e qualificação técnica.

Via Solidária em números

R$ 651 mil arrecadados


13 projetos beneficiados


Desafio Voluntário

Realizado entre empregados e terceiros da Votorantim e de todas as empresas investidas, o Desafio Voluntário consiste na realização de atividades de cunho social em organizações sociais e escolas selecionadas pelos participantes. As equipes recebem pontos, que são lançados em uma plataforma on-line e, ao final, os voluntários mais engajados, assim como sua instituição escolhida, são premiados.

Em 2018, a iniciativa bateu recorde de participantes e de ações: 4 mil e 9 mil, respectivamente. Além disso, envolveu o PVE nas ações de mobilização.

Desafio Voluntário em números

4 mil participantes


9 mil ações