Transformação do portfólio 102-10 | 102-15

Em 2018, a Votorantim deu passos importantes na transformação de seu portfólio. Em fevereiro, a combinação das operações nacionais de Aços Longos da Votorantim com a ArcelorMittal Brasil recebeu o aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Com isso, a Votorantim passou a deter participação de 15% no negócio de aços longos da ArcelorMittal Brasil.

Em março, os acionistas controladores da Fibria e da Suzano assinaram acordo para combinar suas operações, o que foi concluído em janeiro de 2019, após a obtenção das aprovações regulatórias necessárias no Brasil e no exterior. Com a conclusão do negócio, a Votorantim passou a deter participação minoritária de 5,5% da Suzano.

Em outubro, o consórcio constituído pela joint venture entre a Votorantim Energia e o fundo Canada Pension Plan Investment Board (CPPIB) apresentou a proposta vencedora do leilão para a aquisição do controle acionário da Companhia Energética de São Paulo (Cesp). A transação, concluída em dezembro, está alinhada aos objetivos de crescimento da joint venture em geração de energia renovável no Brasil.