Votorantim Energia

O ano de 2018 foi marcado por oportunidades de investimentos que visam à geração de valor. Várias conquistas foram obtidas no ano sob a estratégia de:

  • Crescer em geração de energia renovável a partir de novas aquisições ou desenvolvimento de projetos próprios.

  • Ampliar a base de clientes da comercializadora.

  • Aperfeiçoar continuamente a própria infraestrutura, com pessoas engajadas e processos e sistemas eficientes.

Um marco importante do ano foi a conclusão da formação da joint venture com o Canada Pension Plan Investment Board (CPPIB) – fundo de previdência canadense que está entre os dez maiores do mundo – para o investimento em energia renovável no Brasil, visando ao crescimento neste setor. A partir da sua criação, a joint venture passou a deter os parques eólicos Ventos do Piauí I e Ventos do Araripe III, localizados nos estados do Piauí e Ceará, que em conjunto têm capacidade instalada de 564 megawatts.

O destaque do ano, realizado por meio da joint venture, foi a aquisição do controle acionário da Companhia Energética de São Paulo (Cesp), empresa responsável pela concessão de três usinas hidrelétricas no estado de São Paulo, sendo a principal delas a usina Porto Primavera, cujo contrato de concessão se estenderá até 2048. Essa aquisição elevou a capacidade instalada da joint venture para 2,2 gigawatts (GW), e posicionou a Votorantim Energia em um novo patamar em termos de geração de energia renovável.

Na frente de comercialização, diante de um cenário altamente competitivo, houve um aumento no volume de vendas para 2,3 GW médio, incluindo operações no mercado livre, tanto para as empresas investidas da Votorantim quanto para clientes terceiros, e no mercado regulado. Assim, no segmento de comercialização, a Votorantim Energia encerrou 2018 como a segunda maior comercializadora de energia do País em volume de vendas.

Esse aumento se deve a diferenciais como solidez – expressa na confiança de que a companhia honra seus compromissos contratuais – e o relacionamento mantido com os mais de 300 clientes. São oferecidos serviços de gestão e comercialização de energia. Só em 2018, essa prestação de serviços proporcionou receitas em torno de R$ 200 milhões aos seus clientes.

Todos esses movimentos foram acompanhados de reestruturação da área comercial focada em inovação, de forma a identificar os serviços capazes de agregar mais valor aos clientes.

Adicionalmente, a Votorantim Energia investiu no desenvolvimento de soluções para as usinas próprias das empresas investidas da Votorantim e para os parques eólicos, com foco em automatização e novos processos de operação e manutenção para melhor eficiência e performance operacional, proporcionando redução nos custos operacionais. Ao mesmo tempo, iniciou tratativas com startups para a adoção de ideias de medição inteligente (smart grid) e, com algumas, já desenhou formas eficientes e de baixo custo para a execução do trabalho.

Avançaram ainda, no período, as práticas de governança corporativa, especialmente com a eleição do primeiro membro independente no Conselho de Administração. Com ampla experiência no setor elétrico, o novo conselheiro deverá contribuir para intensificar o posicionamento da companhia no mercado.

Os resultados consolidados de 2018 da Votorantim Energia consideram o segmento de comercialização e serviços de energia para todo o período e o segmento de geração de energia até maio de 2018, quando a joint venture com o CPPIB foi constituída e os resultados de geração passaram a ser reconhecidos por meio de equivalência patrimonial. Nesse contexto, a Votorantim Energia fechou o ano com receita líquida de R$ 4,5 bilhões e Ebitda ajustado de R$ 157 milhões, alta de 8% na receita e aumento de R$ 230 milhões no Ebitda ajustado na comparação com o ano de 2017. A joint venture, por sua vez, apresentou receita líquida de R$ 440 milhões e Ebitda ajustado de R$ 322 milhões, considerando os resultados do ano de Ventos do Piauí I e de Ventos do Araripe III a partir de junho de 2018, data de aquisição do parque eólico pela joint venture.